Notícias

Encontro com Samuel Malafaia e Eduardo Pães bomba na Barra

O prefeito Eduardo Paes reuniu, na manhã deste sábado (31/10), às 10h, na Barra da Tijuca, com deputado estadual Samuel Malafaia, Vereador Alexandre Isquierdo, Deputado Federal Sostenes Cavalcante, líderes evangélicos, empresários, militares, profissionais liberais e servidores – amigos do deputado. para balanço das ações da campanha e discussão de novos rumos para cidade do rio. no encontro fechado, no Hotel Whyndham, Paes fez uma avaliação das metas e promessas de campanha e pediu o engajamento de todos para o sucesso de sua eleição:

Alexandre Isquierdo se destaca como um dos vereadores mais atuantes na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, com mais de 120 projetos de lei apresentados. Atualmente, preside a Comissão de Transporte e Trânsito, trabalhando na melhora do sistema de transporte e locomoção na cidade.
No primeiro mandato, presidiu a Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência e contribui com a causa, visando uma cidade mais igual, mais justa e, principalmente, onde as leis não fiquem somente no papel.

O candidato do DEM a prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), comemorou na noite de quinta-feira a transmissão ao vivo na qual o presidente Jair Bolsonaro declarou apoio ao prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que disputa a reeleição, deixando em aberto a possibilidade dos seguidores optarem por outro nome. Paes lembrou que embora não tenha sido citado nominalmente, foi chamado por Bolsonaro de “bom administrador”.

Quem vota no Bolsonaro aqui levanta a mão. O Bolsonaro acabou de declarar em uma live que o candidato dele é o Crivella. Calma! Deixa eu terminar! Vou ganhar voto de Bolsonaro todo. Ele disse assim: “Mas não vou falar do outro não que a gente sabe que é um superadministrador”. Então, está liberado os bolsonarista votar em em mim disse Paes.

O candidato à prefeitura também comemorou o resultado da nova pesquisa Datafolha, divulgada hoje. Ele divulgou os números e aproveitou para fazer uma crítica indireta. “Nova pesquisa mostra que continuamos em 1º lugar e crescendo, com 30% das intenções de voto! Já temos 43% dos votos válidos. Os cariocas não querem mais pessoas despreparadas e farsantes na gestão da Prefeitura. O Rio vai voltar a dar certo. Vamos juntos! Agora é 25!”

O principal adversário de Paes no momento é o atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos). Na pesquisa Datafolha, ele apareceu com 14%. Como a margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais, Crivella está empatado tecnicamente na segunda posição com Martha Rocha (PDT), que tem 10%, e Benedita Silva, com 8%. Atrás deles, estão Renata Souza (PSOL), com 3%; Eduardo Bandeira de Mello (Rede), com 3% e Cyro Garcia (PSTU), com 2%

Aparecem com 1% das intenções de voto: Clarissa Garotinho (Pros), Fred Luz (Novo), Luiz Lima (PSL) e Paulo Messina (MDB). Não alcançaram um ponto percentual os candidatos Henrique Simonard (PCO), Glória Heloiza (PSC) e Suêd Haidar (PMB)

 

 Carta-Compromisso para os Servidores Públicos do Município do Rio.

Confira a íntegra do documento:

ME COMPROMETO COM AS SEGUINTES PROPOSTAS PARA A PRÓXIMA GESTÃO (2021-2024) NA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO:

1. Retomar o processo de valorização dos profissionais do serviço público e o pagamento dos salários sempre no segundo dia útil do mês;

2. Promover o reajuste anual dos salários dos servidores públicos de acordo com a inflação mesmo que seja necessária uma ação na justiça contra a Lei Complementar 173/2020;

3. Garantir o pagamento do adiantamento do 13º salário do servidor em todo mês de julho;

4. Retomar a implantação dos sistemas de meritocracia no serviço público municipal – como por exemplo, por meio do Programa Acordo de Resultados que assegurava o pagamento de bônus de desempenho (ou 14º e 15º salários – que era a forma pela qual os próprios servidores se referiam a esse pagamento pelos bons resultados alcançados);

5. Retomar o programa “Líderes Cariocas” que garante a capacitação gerencial e o desenvolvimento profissional de talentos do serviço público do Rio de Janeiro e priorizar os servidores públicos de carreira no preenchimento das vagas de chefia e coordenação da Prefeitura, incluindo os cargos de Secretário Municipal;

6. Aumentar o valor do ticket refeição e rever o plano de saúde dos servidores públicos municipais para garantir uma ampliação da cobertura e da rede de assistência atual;

7. Retomar o programa de emissão de cartas de crédito para os servidores adquirirem o seu imóvel com taxas de juros subsidiadas;

8. Criar o plano de carreira, cargos e salários dos profissionais de saúde em conformidade com o SUS e promover o treinamento de pelo menos 2 mil funcionários anualmente;

9. Revitalizar a escola de Formação do Professor Carioca e colocar mais 3.000 professores em sala de aula para reduzir o número de alunos por turma e garantir o ensino de matérias onde há falta de profissionais;

10. Promover treinamentos especializados para toda a Guarda Municipal e introduzir um sistema de premiação meritocrática vinculado à produtividade e ao desempenho dos Guardas Municipais;

11. Retomar o “Programa Bilíngue”, que proporciona a oferta de curso de inglês nos principais cursos da cidade para os servidores e seus dependentes.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta