Brasil

Bolsonaro se antecipa à demissão de Teich da Saúde e chama general

O presidente da República, Jair Bolsonaro, está ciente de que Nelson Teich está em seu limite e prestes a pedir demissão do posto de titular do Ministério da Saúde. Ainda assim, o chefe do Executivo não se abalou e já informou ao subordinado que pretende tocar seu plano de glorificação da cloroquina e retomada do país priorizando a economia. Não à toa, já teria até mesmo escolhido seu substituto, o general Eduardo Pazuello, conforme informou a revista “Veja”.

Segundo a publicação, Bolsonaro ficou irritado com a decisão de Teich de não defender a cloroquina e foi informado de que o ministro estaria nas últimas com essa imposição do governo. Ao saber da posição, chamou Pazuello, atual número 2 da Saúde, e perguntou se ele aceitaria o cargo, caso Teich saia, o que foi respondido positivamente pelo general.

Ainda segundo o veículo, o ministro deu sinais aos auxiliares de que anda arrependido de ter aceitado o cargo, tendo em vista que Bolsonaro deseja uma maior intervenção na pasta. Não à toa, Teich é o chefe, mas não manda no subordinado Pazuello, que tem caminho aberto com o presidente.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta