Skip to main content
Notícias

Calero, que denunciou Geddel, vai cuidar do programa anticorrupção de Paes

Presidente do Comitê Rio450 e, posteriormente, secretário de Cultura do segundo mandato de Eduardo Paes (DEM), o deputado federal Marcelo Calero (Cidadania) vai voltar a frequentar o Cento Administrativo São Sebastião.

Desta vez, em uma função bem diferente.

Foi o diplomata quem desenhou a proposta de combate à corrupção do programa de governo do prefeito eleito, plano que inclui um sistema de transparência para as audiências do Poder Executivo com empresários. A partir de janeiro, ele deixa a ponte Rio-Brasília para tocar a implementação da ideia, em uma secretaria que vai unir governança e controle.

Calero ganhou as manchetes nacionais logo depois de pedir demissão do Ministério da Cultura de Michel Temer: já fora do governo, ele acusou o ex-colega e então responsável pela articulação política, o ex-deputado Geddel Vieira Lima (MDB), de pressioná-lo por uma licença para um empreendimento imobiliário em Salvador.

O episódio acabou levando à queda de Geddel, que ainda foi alvo de uma marcante operação policial, na qual milhões em dinheiro vivo foram apreendidos.

O nome de Calero foi confirmado por Eduardo Paes (DEM) em entrevista ao programa “RJ1”, da TV Globo.

 

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply