Notícias

Covid-19: Macaé entra na faixa verde do covidímetro e é a primeira cidade do Rio com taxa menor de contaminação

Quinta cidade com o maior número de infectados no estado do Rio de Janeiro, com um total de 6.282 pessoas, Macaé entrou pela primeira vez na faixa verde do covidímetro, que mede o grau de contaminação do coronavírus. Desde a sexta-feira, dia 7, o município está com 0,93 de taxa de reprodução do vírus, o que coloca Macaé como a primeira localidade do estado a entrar nesta classificação, considerado risco muito baixo de contágio, quando os casos chegam até um. Nesta segunda-feira, dia 10, a prefeitura confirmou ao GLOBO que ainda se encontra na mesma classificação.

Covid-19: Dados de julho mostram que Covid-19 no Rio afetou mais a faixa de 30 a 39 anos

Do total de contaminados, Macaé tem 6.097 pacientes recuperados e 121 óbitos até o momento. Em entrevista coletiva, o prefeito Dr. Aluizio fez o anúncio sobre a situação da cidade. Hoje a taxa de ocupação de leitos é de 25% e a de letalidade está abaixo de 2%, os dados divulgados.

— Chegar na faixa verde representa um momento em que a pandemia, teoricamente, não está em ascensão. Alcançamos esses indicadores que são técnicos, claros e objetivos, depois de muitas restrições, sofrimentos e mortes. Todo o cenário de vigilância será mantido de forma intensa, com fiscalização em todos os estabelecimentos, para que possamos nos manter na faixa verde, atendendo a expectativa e a necessidade da sociedade — disse o prefeito.

Estratégia própriaGoverno e cientistas divergem sobre critérios para vacinação contra o coronavírus

Covidímetro de Macaé mostra a cidade na faixa verde Foto: Reproduçao
Covidímetro de Macaé mostra a cidade na faixa verde Foto: Reproduçao

 

Testagem em massa

Uma das medidas adotadas pelo município durante a pandemida foi a testagem em massa da população. Foram mais de 20 mil testes, o que representa quase 10% da população macaense, e foi realizada por meio da atuação de equipes de Saúde em diferentes bairros da cidade. Também foram testados os profissionais das atividades que já liberadas ao funcionamento. De acordo com Dr. Aluizio, essa e outras estratégias garantiram a regressão dos índices, para o alcance desta nova etapa.

—  Adotamos um conjunto de medidas e todas elas, desde as barreiras sanitárias ao distanciamento social, refletem neste resultado que alcançamos hoje, tendo, acima de tudo, muito empenho de todos, dos profissionais envolvidos que atuam diretamente no enfrentamento do coronavírus, muita resiliência e contribuição de toda a população. Difícil não foi chegar, mas sim, permanecer e, para isso, a responsabilidade de cada um é infinita —  disse.

Super-heróiProfessor vizinho do Morro do Juramento cria super-herói carioca; conheça o Chama Negra

Na próxima quarta-feira, dia 12, a prefeitura deve divulgar decretos específicos para cada atividade no processo de flexibilização. Na nova etapa, será iniciada as atividades dos segmentos de bares e restaurantes, academias, shopping centers, igrejas e templos religiosos. O protocolo que deve ser seguido por cada setor,  começa a valer a partir da quinta-feira, dia 13.

No entanto, ainda não há previsão para retomada das atividades educacionais de forma presencial.

ConfiraO risco de se contagiar em 15 atividades do dia a dia

Procurada, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que a Secretaria Extraordinária da Covid-19 realiza uma análise regional, e não por municípios, para alimentar o Painel de Indicadores Covid-19 do Estado do Rio. Como o dado de estar na faixa verde e de ser a primeira cidade do estado nessa classificação foi divulgado pela prefeitura de Macaé, isso é considerado válido.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta