Rio de Janeiro

Deputado deixa partido de Witzel e diz que legenda apoiará reeleição de Crivella

Filiado ao PSC desde 2015, o deputado federal Otoni de Paula decidiu deixar o partido — o mesmo do governador Wilson Witzel — após conversar com o presidente nacional da legenda,Pastor Everaldo . Otoni pretende concorrer à Prefeitura do Rio e afirma que o PSC não dará suporte ao seu projeto. Segundo ele, o caminho mais provável do PSC é apoiar a reeleição de Marcelo Crivella (PRB) à prefeitura do Rio. Ou seja: uma aliança do partido de Witzel com o deputado estadual Rodrigo Amorim(PSL), que tem se colocado como pré-candidato ao Executivo carioca, pode não ser tão certa como aparenta.

— As lideranças do PSC me disseram que o caminho mais provável do partido é apoiar a reeleição do Crivella. Isso é incompatível com a minha intenção, já que também pretendo ser candidato à prefeitura — disse Otoni de Paula ao GLOBO, informando que, ainda filiado ao PSC, tem conversado com dirigentes de outros partidos em busca de uma nova legenda.

Procurado sobre o possível apoio do PSC a Crivella, o presidente do partido, Pastor Everaldo, limitou-se a dizer que “não tem conhecimento do assunto”.

Já a assessoria de Marcelo Crivella informou que prefere não comentar. Wilson Witzel ainda não se manifestou.

Após trocarem farpas publicamente, Witzel e Crivella hastearam bandeira de paz. Como consequência, nesta semana ambos anunciaram que a gestão do Sambódromo migrará das mãos da prefeitura para a do governo do estado.

Aliados próximos do governador, no entanto, afirmam que a maior probabilidade é que Witzel apoie o ex-deputado Pedro Fernandes (sem partido), atual secretário estadual de Educação.

— O nome preferido do Witzel é o Pedro Fernandes, não o Crivella ou o Rodrigo Amorim — afirmou uma fonte do Palácio Guanabara.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta