Skip to main content
GSM

DEPUTADO SAMUEL MALAFAIA VOTA NÃO AO ASSÉDIO RELIGIOSO EM AMBIENTES PÚBLICOS

As pessoas condenadas por intolerância religiosa, que sejam servidoras ou agentes públicos, deverão participar de curso de reciclagem e atividades de conscientização promovidas pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Política para Mulheres e Idosos. É o que prevê o projeto de lei 4.257/18, do deputado Átila Nunes (MDB), que foi aprovado, em primeira discussão, pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta quarta-feira (08/12). A medida ainda precisa passar por uma segunda discussão na Alerj.

É um absurdo que queiram aprovar uma lei que restringe a atuação de pastores e, mais ainda, o exercício da fé das pessoas em locais públicos e privados do Estado do Rio, como igrejas e templos religiosos. Vou lutar com todas as forças para que este projeto de lei não vingue na Assembleia Legislativa, comentou Malafaia
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply