Notícias

Diga não à Netflix que Zomba de Cristo no Natal

Em 2.000 anos de Cristianismo, nunca a blasfêmia contra Nosso Senhor Jesus Cristo foi tão disseminada.

E nunca houve tanta indiferença para com a honra de Deus!

Nesse “especial” de “fim de ano”, a Netflix escolheu zombar de Cristo e da Fé da grande maioria dos brasileiros.

Jesus Cristo, o Filho de Deus, é apresentado como homossexual que prefere se divertir a salvar o mundo.

Segundo o “Observatório da Imprensa”, esse é o enredo do filme: “em A Primeira Tentação de Cristo acompanhamos a festa surpresa que José (Rafael Portugal) e Maria (Evelyn Castro) prepararam para seu filho Jesus (Gregório Duvivier), que chega acompanhado de seu namorado Orlando (Fábio Porchat). (…) Mas, o convidado mais especial da festa, além do próprio aniversariante, é Deus (Antonio Tabet) que tem uma missão para seu filho: carregar e espalhar sua palavra pelo mundo. Contrariando Cristo, que é de humanas, e prefere coisas como malabares, miçangas e saraus de poesia”.

O Natal é o período mais inocente do ano e sua atmosfera envolve o mundo inteiro.

Entretanto, de alguns anos para cá, ao lado dessa atmosfera cheia de bondade e familiar, cresceu também a blasfêmia.

Não podemos ficar indiferentes a essa situação, que apenas aumenta de ano para ano.

É preciso demonstrar nossa repulsa e indignação contra mais essa afronta ao Cristianismo.

Assine a petição que será enviada ao Netflix, pedindo que seja suspenso esse “especial de fim de ano”.

Mesmo que eles insistam em transmitir essa absurda programação, deixaremos clara a nossa repulsa.

Nós não nos omitimos.

Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta