Notícias

ELERJ ELEIÇÕES 2020: REDES SOCIAIS GANHAM AINDA MAIS PROTAGONISMO DURANTE A PANDEMIA

As redes sociais terão ainda mais protagonismo numa eleição municipal que começa em meio à pandemia do coronavírus. E as chances de sucesso dos candidatos estão diretamente ligadas à capacidade de se adaptar ao meio digital. Essas são algumas das lições deixadas pelo especialista em comunicação eleitoral, Marcelo Serpa, que abriu a série de palestras sobre o pleito municipal de 2020, promovida pela Escola do Legislativo (Elerj), órgão da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

“Hoje, com a internet, temos a possibilidade de influenciar e ser influenciado por mais pessoas e isso impacta diretamente na forma de se fazer uma eleição. O que melhor se adaptar a essas mudanças do sistema de comunicação, será então o vitorioso do pleito eleitoral que virá. O que está mudando é que agora dispomos de uma ferramenta essencial, que são as redes sociais”, explicou Serpa, que é professor a Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Com o tema “Comunicação eleitoral, opinião pública e eleição”, Serpa buscou referenciais teóricos para explicar como o eleitor constrói sua opinião, ressaltando que ela tem uma lógica individual. “A opinião é um sentimento subjetivo sem fundamentação científica. Basta que alguém nos apresente um argumento melhor que mudamos de opinião. Ela não tem esse caráter permanente que a fé tem, mudamos de opinião à medida que as coisas e o mundo mudam” explicou.

Do ponto de vista político, ele esclareceu que é importante observar o comportamento das pessoas antes e durante o período eleitoral, pois, só assim se constrói um bom modelo de comunicação para a candidata ou candidato. “Como o voto é a manifestação de uma opinião sobre política e ideologia, nós sabemos que as pessoas vão ter que formar essa opinião, para assim, declarar o voto nas urnas. As questões políticas acabam ganhando um destaque muito expressivo, e nesse momento nós estamos buscando persuasão, – a prioridade passa a ser da emoção – e não formação apoia na lógica”, afirmou Serpa, que participou profissionalmente de todas as eleições brasileiras desde os anos 90 e acredita que pode haver um aumento da abstenção nas urnas este ano.

Você pode conferir esse encontro na íntegra acessando aqui.

Confira abaixo as próximas palestras:

Dia 12, das 10h às 11h

“O papel constitucional do vereador”.

Carlos Frederico dos Santos, assessor legislativo.

Dia 20, das 10h às 11h

“Gestão do tempo em campanhas eleitorais”.

Fernanda Galvão, jornalista, master coach e consultora política.

Dia 26, das 10h às 12h

“Prestação de contas – eleições 2020”.

Gustavo Montez, especialista em contabilidade eleitoral.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta