Notícias

Entrevistado por Konbini News rede francesa, perguntado sobre Bolsonaro, Haddah PT e kit gay.

Inexplicavelmente eles gastaram dinheiro público sem consultar à sociedade, nem os diretores de escolas, nem os pais de alunos, e apenas orientados pelos lobbies interessados diretamente na existência e distribuição de tal kit.
O kit fere frontalmente o Estatuto de Criança e do Adolescente.
Sob a desculpa de fazer uma companha “contra a homofobia” eles estão incentivando as crianças a pensar que o homossexualismo não é apenas natural, como também sugere que ser homossexual é que é verdadeiramente ser normal.
Há um grande e perigoso engano em tudo isso.
Se eles têm a intenção de “combater a homofobia”, então que combatam primeiro o bullying praticado contra os mais pretinhos, o mais branquinhos, os mais gordinhos, os mais baixinhos, os que usam óculos, etc., e aí incluindo os que tenha uma orientação sexual diferente.
Dessa forma ainda dá para engolir.
Mas o que causa mais espanto é que a sociedade está recebendo tudo isso achando que deve tratar-se de alguma brincadeira.
NÃO É BRINCADEIRA!. Talvez o problema seja que apenas o Jair Bolsonaro – figura por demais polêmica – esteja tocando no assunto.
Interessante é que hoje em dia homossexualismo é legalmente uma “opção sexual” e está totalmente descartada a hipótese de ser alguma patologia, uma doença.
No entanto, a ciência tem demonstrado que o homossexualismo tem origem genética.
A própria sociedade GLBT adota essa explicação, e não a de “opção sexual”. E mais: Vem por aí uns projetos de lei que visam não a equiparação dos homossexuais no meio da sociedade, mas sim privilegiá-los em detrimento do restante da sociedade.
Por exemplo, criar cotas obrigatórias para professores gays; OBRIGAR as igrejas a realizar casamento GLBT; Proibir os pregadores religiosos de se referir às passagens bíblicas que falem em homossexualismo, inclusive já prevendo a sua PRISÃO.
E por aí vai.
Lembrando que o Brasil é maior nação cristã do mundo (entre católicos e evangélicos) e que a Constituição descreve um estado laico (desvinculado de qualquer igreja) porém dá e garante plena liberdade da prática de todo e qualquer credo.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta