Skip to main content
Notícias

Exército autoriza que filha de Bolsonaro ingresse em Colégio Militar sem passar por processo seletivo

A filha caçula do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu autorização para ingressar no Colégio Militar de Brasília (CMB) sem passar pelo processo seletivo. O pedido, feito pelo mandatário em agosto deste ano, solicitou que Laura Bolsonaro ocupasse uma das 15 vagas para cursar o 6º ano em 2022 e foi aceito pelo Exército.
A admissão de dependentes de militares é permitida pela escola em alguns casos específicos, como oficiais transferidos de estado, designados para missão no exterior e do público geral, nesse casso com a exigência do processo seletivo. Anteriormente, o presidente já tinha comentado o pedido e, na ocasião, afirmou que Laura “tem direito por lei, até por questão de segurança”. O filho da deputada Carla Zambelli (PSL-SP) foi matriculado no colégio em Brasília sem passar por processo seletivo, também com a justificativa de “segurança”.
Em nota, o Exército afirmou que foi o comandante da Força, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, indicado por Bolsonaro ao cargo que autorizou o ingresso. Segundo a instituição, o oficial autorizou uma “solicitação de matrícula em caráter excepcional”. O texto destacou, ainda, que “faculta ao Comandante do Exército apreciar casos considerados especiais, ouvido o Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), conforme justificativa apresentada pelo eventual interessado”.
“O DECEx apresentou parecer favorável à solicitação de matrícula. Posteriormente, o caso foi submetido ao Gabinete do Comandante do Exército para análise. Cumpridas as etapas anteriormente descritas, o processo foi levado ao Comandante do Exército, que emitiu despacho decisório deferindo a solicitação de matrícula em caráter excepcional”, concluiu o comunicado.
fonte: Odia
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply