Notícias

Falta de quórum para votação de polêmico projeto de Crivella derruba primeira sessão da Câmara após carnaval

Sabe-se lá o motivo, pode ter sido a falta de consenso para a discussão de temas essenciais à cidade ou apenas a vontade de emendar a folga do carnaval com o fim de semana. O fato é que, no enredo da política carioca, a primeira sessão da Câmara Municipal após os quatro dias de folia não teve nem de perto a emoção de um desfile ou da apuração que deu o título à Viradouro. Os trabalhos foram suspensos nesta quinta-feira por falta de quórum, e os vereadores acabaram não votando o projeto do prefeito Marcelo Crivella para transformar 2.433 funcionários da Comlurb, contratados sem concurso público antes da Constituição de 1988, em estatutários.

A proposta de Crivella é polêmica, e prometia ser bastante debatida: uma vez aprovada, parte dos funcionários da Comlurb ganharia estabilidade às vésperas de se aposentar. A agenda da quinta-feira também previa a votação de outros 26 projetos. Dos 51 vereadores da Casa, 35 registraram presença. Para abrir a sessão, eram necessários 17 no plenário, mas somente 12 responderam a um pedido de verificação de quórum apresentado por Alexandre Isquierdo (DEM).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta