Notícias

Família de contraventor tem racha para disputar prefeitura da Baixada

A disputa pela Prefeitura de Nilópolis vai expor uma guerra dentro de um maiores clãs políticos do estado. O atual prefeito Farid Abrão David (PTB) quer a reeleição. O primo dele, ex-deputado federal Simão Sessim (PP), nos bastidores, também não esconde a vontade de concorrer. No fogo cruzado, está o bicheiro Anísio Abraão David, irmão de Farid, primo de Simão e chefão do grupo que comanda ainda a escola de samba Beija-Flor. Se eleito, Farid será prefeito pela quarta vez. Já Simão, que teve 10 mandatos de parlamentar e representa hoje o governo Witzel (PSC) em Brasília, sonha com o Executivo pela segunda vez.

DOMÍNIO QUE VEM DESDE A DÉCADA DE 1970

Na linha de sucessão do clã, Simão Sessim foi o primeiro prefeito de Nilópolis, entre 1973 e 1977, pela Arena, partido de sustentação da ditadura militar. Depois dele, de 1983 a 1988, é a vez de Miguel Abraão, outro irmão de Anísio. Jorge Davi, irmão de Simão, assumiu de 1989 a 1992. O ciclo só teve interrupção com as eleições de Manoel Rosa, o Neca, e José Carlos Cunha. Mas, de 2001 a 2008, a família de Anísio retorna ao poder político com Farid, que se elegeu de novo em 2016. De 2009 a 2012, Sérgio Sessim, filho de Simão, ficou na cadeira.

ANÍSIO INTERFERIU PELO MENOS DUAS VEZES

A divisão na família de Anísio começou na reeleição de Sérgio Sessim. Farid quis ser candidato a prefeito, em 2012. O contraventor e patrono da Beija-Flor não permitiu. Farid, então, concorreu no município vizinho, Mesquita. Resultado: os dois perderam. Em 2014, Farid demonstrou vontade de disputar uma vaga a deputado federal. Anísio, novamente, brecou porque Simão Sessim queria se reeleger à Câmara. Por isso, naquele ano, o atual prefeito de Nilópolis não apoiou o primo.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta