Rio de Janeiro

SOLENIDADE DE ABERTURA DO PROJETO “CAMINHOS DO BRASIL-MEMÓRIA”

O projeto que vai “desenhar” as novas cores e histórias do Rio de Janeiro Vem aí uma nova maneira de curtir e conhecer melhor o Centro Histórico do Rio de Janeiro. A partir do dia 19 de outubro (sábado), às 10 horas, a Assembleia Legislativa (Alerj) vai lançar o projeto “Caminhos do Brasil-Memória – Centro Histórico Praça XV”, um circuito que reúne 11 museus e vai desenhar novas cores e histórias da cidade. Além do roteiro, será lançado também um passaporte especial que oferecerá gratuidades e descontos em vários estabelecimentos.

O passaporte será retirado pelos visitantes no saguão da entrada principal da Alerj e nos museus e centros culturais participantes. A programação de lançamento do projeto contará com a apresentação do Coro Madrigal da Escola Villa Lobos, às 11h; e da Banda de Música do Galeão, às 13h, na escadaria do Palácio Tiradentes. O público será convidado a fazer a visita guiada no edifício histórico, inaugurado em 1926, que exibe a exposição permanente “Palácio Tiradentes: Lugar de Memória do Parlamento Brasileiro”.

Além do desconto de 50% no Edifício Garagem Menezes Cortes aos fins de semana, o passaporte oferecerá a oportunidade de uma experiência especial. Após visitar cada um dos 11 museus do circuito, o portador deverá carimbar seu passaporte e uma vez que todos os espaços sejam visitados, poderá participar de uma experiência no Navio-Museu Bauru; ou no Submarino-Museu Riachuelo; ou na Nau dos Descobrimentos; ou no Helicóptero Rei dos Mares ou no Carro de Combate Cascavel, atrações no Espaço Cultural da Marinha. O passaportedevidamente carimbado ainda garante 50% de desconto na entrada do AquaRio.

“O Palácio Tiradentes está no centro de um importante circuito histórico e agora vai funcionar como um articulador de toda essa diversidade cultural, o que é uma vocação desse local, berço da democracia brasileira”, destacou o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT). Já o subdiretor-geral de Cultura da Assembleia, Nelson Freitas, acredita que o projeto vai ampliar o acesso do público a todos os museus envolvidos. “Essa ação, com certeza, vai contribuir diretamente para fortalecer a formação humana e o sentimento de pertencimento da população, além de influenciar na ampliação da geração de renda e postos de trabalho, gerando divisas para o desenvolvimento econômico da cidade e, consequentemente, do Estado do Rio de Janeiro”, completou.

Graças a uma parceria com a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro e com o Governo do Estado, ações relacionadas à segurança, acessibilidade e mobilidade estão sendo planejadas para garantir tranquilidade ao cidadão fluminense e aos turistas. O projeto recebeu apoio da Comlurb, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), Rioluz, Guarda Municipal, Centro Presente, Polícia Militar e Superintendência do Centro da Prefeitura do Rio, dentre outros.

O projeto Caminhos do Brasil-Memória, coordenado e realizado pela Subdiretoria-Geral de Cultura da Alerj, vem construir um olhar sobre os diferentes ciclos históricos e culturais da região da Praça XV e adjacências, numa confluência de interesses em comum que reúne ao Palácio Tiradentes o Paço Imperial, Museu Naval, Museu da Justiça, Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER) , Centro Cultural Correios (CCC), Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Casa França-Brasil, Igreja Santa Cruz dos Militares, Museu da Imagem e do Som (MIS) e Museu Histórico Nacional (MHN).

Serviço: Caminhos do Brasil-Memória Dia 19/10, a partir das 10h na Escadaria do Palácio Tiradentes – Rua Primeiro de Março, s/nº – Centro

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta