Notícias

XXXI CBA Congresso Brasileiro de Agronomia 2019 Cooperativismo Empreendedorismo Tecnologia e Inovação

Participei agora há pouco, do XXXI Congresso Brasileiro de Agronomia realizado no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. O tema principal deste ano é “Agronomia do Presente: Cooperativismo, Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação”. O objetivo é obter novos olhares, com ferramentas e abordagens que consigam responder aos atuais problemas que atingem a Agronomia e seus campos de atuação. Parabéns por este evento incrível, e obrigado pelo convite. Grande abraço!

Mundialmente conhecida por sua beleza e por seus recursos naturais, a “Cidade Maravilhosa” proporciona aos seus habitantes e visitantes um harmonioso e agradável ambiente para lazer e para tra­balho, que aliado à sua infraestrutura, faz do Rio um importante centro de comércio e serviços, contando ainda com uma in­dústria moderna e diversificada. Ocupando uma área de 1.261 Km² de extensão, com uma população de 6.186.710 habitantes (segundo IBGE – Censo 2009), a Cidade do Rio de Janeiro tem reconhecidas, mundialmente, suas principais virtudes: o carinho e a hospitalidade com que seu povo acolhe seus visitantes.

O Rio recebe anualmente mais de 2,0 mi­lhões de turistas estrangeiros, o que situa a cidade como a mais visitada do país, se­gundo a EMBRATUR, com uma participação próxima de 33% do total de turistas estran­geiros. No turismo doméstico recebe mais de 5,0 milhões de visitantes/ano.

Dotada de uma ampla infraestrutura de serviços turísti­cos, a Cidade do Rio de Janeiro está classifi­cada dentre os maiores destinos do mundo na recepção de eventos culturais, comer­ciais, técnicos e científicos – feiras, simpó­sios, congressos e exposições. Sua natureza exuberante inclui 90 km de praias; o Parque Nacional da Tijuca, onde se insere a maior floresta urbana do mundo com 3.200 ha de Mata Atlântica, e os Parques Estaduais da Pedra Branca, do Desengano e da Chacrinha, cobrindo uma área de 48.500 ha; e as lagoas Rodrigo de Freitas, de Jacarepaguá, Camorim, da Tijuca e de Marapendi.

Muito poucas cidades do mundo oferecem aos visitantes tanta abundância de beleza natural. O esplendor da costa, o verde das montanhas e das florestas preservado, apesar do crescimento urbano, combinados com a luminosidade de um céu quase sem­pre azul, são, simplesmente, incomparáveis.

A vida cultural no Rio é intensa. Há sempre música no ar e, também, a hospitalidade típica do carioca. Mais do que um simples nome para quem mora na cida­de, carioca é um estado de espírito. Ser Ca­rioca é ter um espírito leve, ser naturalmen­te alegre, receptivo e amigável. Toda essa receptividade faz com que os visitantes de outros estados terminem sua estadia de­nominando-se Cariocas e deixando a cida­de com um sentimento de saudade que só passa na próxima visita. Não é à toa que o maior símbolo da cidade, a estátua do Cris­to Redentor, uma das novas 7 Maravilhas do Mundo, está de braços abertos. Sempre!

O Rio de Janeiro é uma cidade com ritmo, sabor e vida. O equilíbrio entre estes fato­res faz dela uma cidade única. Berço do samba, da bossa nova, do chorinho, ouve­-se música no Rio de sol a sol. Pode ser à beira-mar, num quiosque da Lagoa Rodri­go de Freitas ou em redutos autênticos do samba. Em casas de espetáculo, a agenda sempre reserva espaço para um grande nome da música nacional ou internacional. Já a região da Lapa, vizinha ao Centro, con­segue equilibrar desde casas de dança tra­dicional, as chamadas gafieiras, com redu­tos jovens, onde as festas costumam durar até o nascer do sol.

Nos seus quase 500 anos, é do Rio que são exportadas as principais manifestações culturais, sendo também a porta de entra­da obrigatória das grandes mostras inter­nacionais de artes plásticas ou de grandes nomes da música clássica ou do mais mo­derno rock, dança e ópera.

O Rio está conectado a aeroportos em mais de 80 países. São 22 companhias aéreas internacionais e nacionais conectando o Rio de Janeiro às principais capitais do mundo. O Rio de Janeiro tem cerca de 42.800 quartos em diversos tipos de hos­pedagem. Constantes e novos in­vestimentos vêm sendo feitos neste setor, que conta com uma ampla oferta de ho­téis que vão das mais famosas redes inter­nacionais a excelentes hotéis nacionais. A hotelaria, concentrada maciçamente entre a Zona Sul, Oeste e Centro da cidade, tem estabelecimentos para todos os perfis pes­soais e profissionais. Todos de fácil acesso, com infraestrutura de padrão internacional. Além dos hotéis, a cidade conta ainda com albergues e acomodações mais simples, porém de qualidade.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma reposta